Swipe left or right
to navigate

Valas

Valas, Johnny Valas - ou João Valido no Cartão de Cidadão - só descobriu que tinha talento para a música uns anos depois de ter começado a escrever os primeiros versos e a gravá-los no seu quarto.

O feedback positivo dos seus amigos foi, na altura, determinante para começar a levar a música mais a sério. 

Com o tempo foi ganhando consciência musical e criando um estilo muito próprio, o mais original possível. 

Foi sempre, desde muito novo, um ávido consumidor de todo o tipo de música mas era no hip-hop que se encontrava, que se identificava. 

Rappers portugueses ou americanos, como Sam The Kid, Boss AC, Halloween, Fuse e VRZ, foram sempre as suas maiores influências.

Em 2004, com 14 anos, um colega convida-o para gravarem um som juntos. Foi nesse dia que escreveu e gravou o seu primeiro verso. Depois comprou um set para gravar no quarto e, a partir daí, começa a envolver-se mais com a escrita e a gravação. 

Em 2009 teve a primeira oportunidade para cantar ao vivo. Decide, então, levar a música para outro nível, encará-la de forma mais profissional.

Autodidacta, o seu processo criativo ideal passa por estar fechado em estúdio, com um produtor, e ir escrevendo a letra enquanto se constrói o instrumental. 

De todos os projectos em que já esteve envolvido, Nébula foi o que lhe deu mais prazer. O projecto, que desenvolveu em conjunto com o produtor Lhast, permitia-lhe finalmente trabalhar como sempre quis: desenvolver músicas desde o início até à versão final, com um produtor com capacidades únicas e com a vontade comum de fazer algo nunca antes feito em Portugal. 

Pelo meio escreveu dois livros de poesia que disponibilizou para download gratuito, algo que lhe dá grande gozo e que pretende continuar a fazer.

Para alguém que jogou futebol toda a vida, a formação académica mais natural tinha de ser desporto. Assim, terminou o curso de Treinador de Jovens Atletas na Universidade de Évora e, é com desporto, cinema e literatura, que ocupa os seus tempos livres. 

Em 2016 assinou contrato com a Universal Music Portugal, uma oportunidade que há muito esperava, lançando pouco depois o seu primeiro single com o selo da editora multinacional, “As Coisas”, produzido por Lhast.

Rapidamente “As Coisas” se torna um dos maiores sucessos recentes do hip hop nacional. O vídeo, até ao momento, soma mais de 4 milhões de visualizações no YouTube/VEVO, sendo que a canção chegou a atingir o 2.º lugar do top Viral no Spotify e a marca de Galardão de Ouro.

Valas torna-se, então, num dos nomes mais promissores do hip hop contemporâneo, atuando em importantes festivais do país como o Vodafone Mexefest, Sumol Summer Fest ou MEO Sudoeste, criando grandes expectativas quanto às novidades que vai guardando na manga.

Não se ficou pelo sucesso de “As Coisas”. Em 2017 junta-se de novo ao produtor Lhast e no mesmo dia revela ao mundo dois novos temas: “Acordar Assim” e “Alma Velha”, este último com a participação de Slow J.

Em “Acordar Assim” fala sobre conquistar os objectivos traçados e concretizar aquilo com que sempre sonhou fazer profissionalmente. O vídeo oficial conta com mais de 1 milhão de visualizações no YouTube/VEVO. 

Já “Alma Velha” “fala sobre a nossa passagem pelo Mundo e como às vezes parece que já vivemos algo que estamos a viver pela primeira vez nesta vida”. 

Continuou a atuar um pouco por todo o país, para uma base de fãs cada vez maior e mais fervorosa, presenteando os seus muitos admiradores no final do ano passado com um novo single, “Imagina”, fruto da parceria de sucesso com o produtor Lhast, tendo convidado ainda o rapper ProfJam. O vídeo, realizado por Gerssis David e inspirado no filme “Cast Away” (protagonizado por Tom Hanks), soma quase um milhão de visualizações. 

Seguiu-se o single “Preciso”, mais uma colaboração com o produtor “Lhast”.

Pelo meio, foi também encetando colaborações com artistas de outros mundos fora do hip hop, mostrando a transversalidade da sua arte. Partilhou o palco do Estúdio Time Out com os ÁTOA e foi convidado por Diogo Piçarra para atuar consigo nos Coliseus de Lisboa e do Porto.

Depois de muito trabalho e empenho, lançou o seu novo álbum “CHECK IN” dia 1 de junho de 2018 e revela novo single “Estradas no Céu”, que conta com a surpreendente colaboração da fadista Raquel Tavares, recentemente premiada com o Globo de Ouro de Melhor Artista Individual e que é já um grande sucesso, com mais de 1 Milhão e meio de visualizações, presença nas playlists das principais rádio nacionais e na banda sonora da Novela da SIC “Alma e Coração”.

Valas não parou de dar concertos desde o lançamento de “As Coisas” em Outubro de 2016, contabilizam-se já cerca mais de 80 concertos, em pouco mais de 1 ano, entre eles: Meo Sudoeste, Vodafone Mexefest, Primavera Caparica Surf Fest, Sumol Summer Fest, Festival F, Viana Bate Forte, e várias Queimas das Fitas e Semanas Académicas.

Nomeações
  • Vodafone Melhor Canção

Valas